Voltar à listageM

Gastronomia

Pratos típicos do Alentejo: paladares com tradição

Confecionados com ingredientes da região, os pratos típicos do Alentejo oferecem paladares ricos e espelham a história das gentes e paisagens.
carne de porco à alentejana, um dos pratos típicos do alentejo

Saborear os pratos típicos do Alentejo é quase sempre sinónimo de saborear o pão e o azeite locais, condimentados com as ervas aromáticas que crescem nas planícies e ribeiros alentejanos.

Esta trilogia revelou-se essencial para marcar uma cozinha feita de produtos simples, sazonais e acessíveis, capazes de espelhar as dificuldades económicas experimentadas pelo seu povo, mas também a sua criatividade ao originar combinações esplêndidas para o paladar.

Provar a cozinha alentejana é partilhar dos aromas da terra, do calor das suas planícies e dos seus produtos genuínos que deram a esta região um sabor totalmente distinto do resto do país. O Alentejo faz hoje parte do mapa gastronómico português, complementando e enriquecendo a cozinha nacional.

São inúmeros e variados os petiscos que contam com o vinho local para apurar a sua singularidade, numa tradição que apela à degustação e ao comer devagar, que abranda o ritmo, mas acelera os sentidos.

Pratos típicos do Alentejo: as famosas açordas e sopas

A presença fiel do pão tradicional na gastronomia alentejana, manifesta o papel que esta região teve e tem como produtora de cereais no panorama nacional.

Sempre presente nas refeições como acompanhamento, o pão tornou-se o ator principal de muitos dos pratos mais famosos do Alentejo, graças às múltiplas aplicações que as sábias mãos das gentes locais souberam dar-lhe na confecção de diferentes sopas e açordas.

Degustadas frequentemente como primeiro prato, mas igualmente como prato principal, as sopas e as açordas do Alentejo apresentam grandes fatias de pão demolhadas em diferentes tipos de caldos, mais ou menos líquidos e pastosos, aos quais é possível associar ainda mais pão, sempre ao gosto de quem come.

Esta combinação tornou famosos muitos pratos como a Açorda à Alentejana, o Ensopado de Borrego, a Sopa de Cação, a Sopa de Beldroegas ou a Sopa de Tomate que também dá pelo nome de Gaspacho Alentejano e que deve ser comido bem gelado para refrescar o paladar nos tórridos verões locais.

São pratos ricos e encorpados, onde o pão, o azeite e as ervas aromáticas como os coentros, a hortelã, os orégãos, o tomilho, o poejo ou a segurelha, se fundem acrescentando nuances de sabor muito características do Alentejo. Além disso, revelam pontos em comum com a gastronomia da nossa vizinha Espanha ou dos povos árabes do norte de África que tantas marcas deixaram na região.

A degustação destas sopas fica ainda mais completa quando acompanhada pelos famosos vinhos da região, com especial destaque para os vinhos brancos, fruto das castas locais, e muito apreciados, nacional e internacionalmente.

Uma aliança de sucesso entre os pratos de carne e as migas 

O pão duro dos dias anteriores, ganha corpo nos pratos de migas que confirmam uma cozinha onde a palavra desperdício não tem lugar. Tudo é aproveitado e este pão duro, amolecido em água, azeite e no molho resultante da fritura das carnes, oferece-se ao paladar sob diferentes modalidades de tempero.

Acompanha quer a carne de caça quer as carnes de pastoreio como o borrego, mas é como acompanhamento da carne de porco que se tornou um dos pratos mais típicos da região. Segundo os especialistas, as famosas Migas Alentejanas harmonizam-se com um bom tinto alentejano, que seja capaz de enaltecer o sabor deste prato forte e apurado, mergulhando o paladar numa experiência inesquecível.

Na gastronomia alentejana também é possível encontrar, ainda que com menos frequência, migas de batata e mesmo pratos de peixe muito saborosos e tradicionais. O destaque vai como não podia deixar de ser para a Sopa de Cação ou para o Cação de Coentrada com Amêijoas, uma vez que o Cação se tornou um dos poucos peixes de mar que com maior frequência era consumido no Alentejo, o que acabou por o tornar protagonista da gastronomia típica do território.

O bacalhau, em variantes adaptadas à região como por exemplo o Bacalhau Albardado, ou as amêijoas, que tradicionalmente se associaram à Carne de Porto à Alentejana, trouxeram um toque de maresia a esta cozinha campestre e de planície.

Os petiscos alentejanos

Os petiscos alentejanos, que aguçam o paladar para os pratos típicos do Alentejo, são também uma atração nesta gastronomia variada.

Os famosos queijos de Serpa, os presuntos de porco preto ou os pézinhos de coentrada, que não desperdiçam ingredientes simples para os transformar em verdadeiras manjares, fazem parte das atrações do menu local.

A eles juntam-se outras iguarias como as moelas, o chouriço e a linguiça, a orelha de porco, os caracóis ou os torresmos, numa profusão de paladares que podem ainda ser enriquecidos se a degustação for acompanhada com um tinto alentejano ou mesmo um rosé, cuja acidez combina com tábuas de frios mais temperadas e gordas.

Pratos típicos do Alentejo: as doces sobremesas

Os doces alentejanos são variados, sendo que muitos deles tiveram origem na doçaria conventual que a partir do século XV passou a trabalhar o açúcar, as gemas de ovo e a amêndoa como ingredientes principais da doçaria local. Com a extinção das ordens religiosas no Portugal do século XVIII, a doçaria conventual saiu dos locais religiosos e inundou o país de norte a sul. 

No Alentejo, o destaque como um dos doces mais emblemáticos do Alentejo, vai para a Encharcada, um doce de ovo, açúcar e canela, que tem nas cidades de Évora, Beja e Mourão os seus locais de eleição. Mas além da Encharcada muitas outras sobremesas podem ser degustadas no Alentejo como o famoso Pão de Rala, um bolo em formato de pão recheado de gemas e açúcar, ou a não menos conhecida Sericaia, um bolo tarte que é decorado com as famosas ameixas da região.

A gastronomia do Alentejo, feita de longas e bem enraizadas tradições, não parou no tempo. Novos chefs têm trabalhado os ingredientes locais para recriar e reinventar algumas dessas tradições, sempre com os produtos endógenos de cada região em mente e garantindo que os pratos típicos do Alentejo se mantêm vivos e capazes de promover novos valores como uma alimentação mais saudável e sustentável.

Quinta do Paral

08 Novembro 2022 - Portugal

PARTILHAR

As nossas histórias

Encante-se com as histórias singulares que nos contam os sabores, as pessoas e a cultura do Alentejo. Embarque numa viagem única pela tradição e alma da região.

grupo coral de cante alentejano

Alentejo

Cante alentejano: a história do Alentejo na voz do seu povo

jarros de barro a representar as tradições alentejanas

Alentejo

Tradições alentejanas: a alma da região pela sua história e paisagem

vindimas para fazer vinhos do alentejo

Cultura Vinícola

Vinhos do Alentejo: os sabores e aromas da alma alentejana

jarros de barro a representar as tradições alentejanas

Alentejo

Tradições alentejanas: a alma da região pela sua história e paisagem

vindimas para fazer vinhos do alentejo

Cultura Vinícola

Vinhos do Alentejo: os sabores e aromas da alma alentejana

grupo coral de cante alentejano

Alentejo

Cante alentejano: a história do Alentejo na voz do seu povo

Bem-Vindo

Bem-Vindo

Esperamos o tempo da uva para fazer o melhor vinho. Para o desfrutar, é preciso ter a idade certa.

Ao entrar no website Quinta do Paral, confirma que tem idade legal para consumir bebidas alcoólicas, em conformidade com a lei em vigor no país onde acede ao site.

Esperamos o tempo da uva para fazer o melhor vinho. Para o desfrutar, é preciso ter a idade certa.

Ao entrar no website Quinta do Paral, confirma que tem idade legal para consumir bebidas alcoólicas, em conformidade com a lei em vigor no país onde acede ao site.